Coisas de trintona...

Abril 16 2004
Pois é, back from outter space. Peço desculpa pela minha longa ausência, mas tenho andado muito ocupada. Trabalho e namorado novo. Não, não leram mal, namorado novo. Right. In love again.

E de repente, para além de ter menos tempo para estar aqui na internet, dei comigo também a pensar sobre o que é que devo escrever. Sabem porquê? Porque tenho agora um relacionamento tão bom e tão calmo que me sinto como os poetas sofredores que escrevem as suas melhores obras mergulhados na imensa dor de amor. Agora está tudo bem, «como deve ser» e falta-me a inspiração. Não é que não me apeteça falar sobre o assunto, da felicidade que sinto, dizer como ele me trata com tanto carinho, partilhar este sentimento tão bom. Tanto pedi um relacionamento calmo com um homem «normal» (ou seja, sem mistérios, sem fachadas de sedução, sem atitudes e posturas que nos obrigam a tanta angústia e dissecação intelectual), que agora que o tenho (felizmente!) falta-me a inspiração para escrever.

Cheguei a questionar-me se não teria iniciado este blog para extravasar as minhas angústias, mas depois pensei que o que o meu actual estado de paixão (nem é bem, embora ela exista, porque é tudo muito calmo e harmonioso, não apenas aquele calor da paixão efémera), pensei que esse meu estado, dizia eu, também faz parte do acne tardio. Mas neste momento só me ocorre escrever o seguinte sobre isso: este é um relacionamento diferente de todos os outros, que foram conturbados desde o primeiro momento. Talvez por isso me fascinassem tanto. Este começou de forma muito mais calma, mas sinto-me tão bem! Esta pessoa é também diferente das anteriores: calma, serena, discreta.

Levei com esta «pedrada» na cabeça e ainda estou a reflectir sobre estas diferenças. Terá começado em mim, esta diferença? Será que fui eu que realmente mudei e logo as coisas começaram a mudar à minha volta? É bem verdade que tenho uma nova perspectiva da vida e abordo (quase) tudo e todos de forma diferente, mas será que é mesmo verdade que o tipo de energia que mantemos é aquele que atraímos?
publicado por 30girl às 01:55

O Amor muda tudo, a vida, as cores, os cheiros, o nosso dia-a-dia por vezes cinzento...
Aproveita cada dia, e dá o teu máximo para seres feliz...
Felicidades!
Pretty a 30 de Abril de 2004 às 11:53

Só te posso desejar as maiores felicidades nesta nova estapa da tua vida.
Cetus a 22 de Abril de 2004 às 13:36

AAAh, saiba que eu, daqui do outro lado do Atlântico, também estou a torcer por ti!
Felicidades e, não pare de escrever, vc escreve muitíssimo bem!
[ ]´s
Anny Shoegazer a 21 de Abril de 2004 às 04:28

Boa adaptação ;-) Have fun!

"Planet Hearth is blue and theres nothing i can do"
Trintapermanente a 20 de Abril de 2004 às 20:59

This is 30girl to ground control, I'm stepping to the world.... with a new perspective of things and a new love! :)
30girl a 20 de Abril de 2004 às 15:32

Felicidades!!!!!!!!!!!!!!!!!!

E ja agora aproveito p dizer que tb gosto de David Bowie e particularmente desta musica.

Trintapermanente a 19 de Abril de 2004 às 19:41

Não posso deixar de responder. Eu acho que é verdade que o tipo de energia que mantemos é aquele que atraímos. Quando mudamos, tudo muda à nossa volta.
Boa sorte e felicidades.
Acho que ainda não consegui mudar o suficiente...
Marina a 19 de Abril de 2004 às 18:07

O blog da segunda adolescência.
mais sobre mim
Abril 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


pesquisar
 
blogs SAPO