Coisas de trintona...

Dezembro 13 2005
A um mês e meio de estar casada só agora tive tempo para me sentar um pouco em frente ao computador (à noite e em casa, porque passo o dia em frente ao pc!), para vir dizer olá e acrescentar mais qualquer coisa a este tédio trintão que tem sido o meu blog... o qual provavelmente terá que ser reapelidado, porque de blog já não tem nada.

Enfim, regressada de lua-de-mel-cansativa-e-que-está-visto-que-é-bom-é-ir-apanhar-sol-e-não-visita-cultural, recomecei em força super-cola-3 no trabalho e nas andanças de um lado para o outro no hospital por motivo da doença da minha mãe.

Falando de coisas alegres e trágico-cómicas como manda a tradição grega e muito mais numa viagem de lua-de-mel à Grécia, tenho que vos contar que a minha viagem foi tudo menos o que é suposto ser uma lua-de-mel. Ou seja: levantar muito cedo porque as excursões partiam às 7 da manhã; decepção na parte cultural porque afinal a Grécia não é bem aquilo que mostram nas imagens (não se deixem iludir com a nova telenovela que mostra Santorini, porque o Algarve é melhor em muitos aspectos, e tirando Santorini, a Grécia é para se ver uma vez e pronto); Atenas muito suja e poluída; gregos mais ladrões que os turcos; cruzeiro com 90% de população idosa, pelo que eu e o meu marido (eheheheh! ainda não me habituei!) dançávamos sozinhos na discoteca até às 23h já que a partir das 21h estava toda a gente deitada; vomitei 3 vezes ( eu e metade dos passageiros) no último dia no barco porque o Mar Egeu é danado; havia um casal de recém-casados (faziam parte dos outros 10%) e a noiva passou todo o cruzeiro doente e a vomitar, e o pior de tudo é que a viagem foi uma surpresa do esposo (ficou desolado!); pouco tempo houve para namorar; 3 viagens de avião de regresso, de tal maneira que fiquei com zumbidos e vertigens por 4 dias.

E tudo isto numa semana. Pois, e eu que achava que fazer lua-de-mel de papo para o ar a apanhar sol era entediante. Mas os furacões eram tantos para os lados das caraíbas, e tenho medo de viajar tantas horas para o Brasil, e não me lembrei de mais nada....

Mas pronto, de resto correu tudo bem, e fartei-me de comer que nem uma lontra, mas ainda não comecei a preocupar-me com a linha (não tenho tempo), embora mantenha o peso. Notou-se logo foi na pele, que drama! Uma pessoa já vai na fasquia dos 35 e pronto.

Bem, tenho que ir trabalhar mais um pouco (a esta hora da noite, sim). É mais uma das crises da adolescência tardia: estamos no auge do trabalho, não necessariamente da carreira...
publicado por 30girl às 21:56

Lamento que lhe diga, mas se calhar foi por ter ido conhecer a Grécia de cruzeiro que não lhe agradou. Conheço muitos locais mas poucos me apaixonaram como a Grécia. Santorini é de uma beleza de tirar o fôlego. É claro que quem viajar a pensar em ilhas exóticas e em praia não vai tirar partido. Mas para fazer praia todo o dia o Algarve é suficiente. E as ilhas gregas não se resumem a Santorini. ;)

Quanto a Atenas só não é bonito para quem não gostar de história. Ir à Grécia é como estar dentro de um livro de história. E realmente é pena a poluição de Atenas, mas de resto todo aquele caos dá-lhe muito charme. E os gregos? lindíssimos! Algarve? Até o litoral alentejano mete o Algarve a um canto... :)

São gostos obviamente, mas eu acredito que se alguma vez fizesse um cruzeiro desses tb ia odiar. Acho que é dinheiro deitado fora. Não tenho pachorra para isso e geralmente as pessoas são privadas do melhor por terem tudo programado. Talvez voltando lá, mas com outra perspectiva retire mais partido. O que é certo é que eu aconselho vivamente e por mim até vivia na Grécia.
carla a 4 de Agosto de 2006 às 05:42

O blog da segunda adolescência.
mais sobre mim
Dezembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO